Alugueis
Vendas
Como os novos aplicativos de hospedagem podem afetar o condomínio
Voltar para o blog

Como os novos aplicativos de hospedagem podem afetar o condomínio

Com as novas tecnologias, surgiram novos modelos de negócios, criados por empresas que inovaram e revolucionaram o segmento de mercado no qual atuam. 

E algumas destas empresas se dedicam a facilitar a hospedagem por meio da locação de imóveis, colocando em contato direto os eventuais interessados.
No Brasil, podemos citar a Booking.com, cuja missão é empoderar pessoas a vivenciar o mundo, oferecendo “desde apartamentos, casas de temporada, cama e cafés (B&B) administrados por famílias, a resorts 5 estrelas, casas na árvores e até mesmo iglus”, e o Airbnb, definido como “um mercado comunitário confiável para pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações únicas ao redor do mundo, seja de um computador, de um celular ou de uma tablet”.
Contudo, muitos interessados ou usuários destes serviços são proprietários de imóveis em condomínios residenciais. E então surge a pergunta, é possível este tipo de locação em condomínios residenciais?
A resposta não tão é simples, pois existem opiniões contrárias sobre o tema, inclusive porque envolve questões muito importantes ao condomínio, como a utilização de áreas comuns, segurança e sossego.
Há quem defenda não ser possível sob a justificativa de que o condômino, ao colocar seu imóvel para locação nesta modalidade de negócio, age como verdadeiro prestador de serviços de hospedagem.

O que diz o Código Civil

Em outras palavras, o condômino estaria exercendo uma atividade comercial, como se fosse um hotel, pousada, ou similar, e com isto mudando a finalidade do condomínio, o que é proibido pois o mesmo tem o dever de dar às suas partes a mesma destinação que tem a edificação, nos termos do art. 1.336, inciso IV, do Código Civil.
Já quem defende a possibilidade deste tipo de locação em condomínios residenciais se justifica com base no direito de propriedade, garantido, inclusive, na Constituição Federal, alegando ser direito do condômino usar, fruir e livremente dispor das suas unidades, conforme art. 1.335, inciso I do Código Civil.
Também se justifica com base na Lei das locações (nº 8.245), que prevê a modalidade de locação por temporada, cujo prazo do contrato não excede 90 (noventa) dias e por vezes é cobrada como diárias, muito comum em cidades litorâneas.
Do ponto de vista prático, eventual proibição pelo Condomínio traz o risco de uma ação judicial por parte de algum condômino insatisfeito. Entretanto, pode-se afirmar que ainda não há uma posição dominante nos Tribunais Brasileiros, de modo que a análise do caso em concreto é que definirá o julgamento.
De qualquer forma, parece mais adequado regulamentar este tipo de locação, seja por assembleia ou mesmo no regimento interno, criando regras e obrigações claras e bem definidas para aqueles que pretendem fazer uso destes aplicativos.
Por exemplo, pode-se se ajustar a obrigatoriedade do condômino locador informar à administração ou ao síndico a duração da locação, os dados dos locatários com fotografia, bem como informar as regras do condomínio aos eventuais interessados, fornecendo-lhes cópia da convenção e regimento.
Na eventualidade destas regras serem desobedecidas, podem ser revistas, sem prejuízo da aplicação de multas e apuração de eventuais indenizações.
Portanto, apesar do presente texto não incluir todos os aspectos do tema, e nem seria possível, à primeira vista a regulamentação surge como a opção mais adequada para solucionar impasses desta natureza em condomínios.

Fonte: ClickSindico

Outros posts

  1. Como permitir animais no condomínio, sem atritos

    Como permitir animais no condomínio, sem atritos

    Os animais domésticos estão cada vez mais presentes na família brasileira.  Prova disso é que o nosso país é o quarto, no mundo, em número de pets: conta com mais 132 milhões! Os números...

  2. Guia sobre direitos e deveres dos condôminios

    Guia sobre direitos e deveres dos condôminios

              O primeiro passo para uma convivência pacífica e justa no condomínio é saber o que a lei dispõe sobre este assunto. Confira abaixo o que o novo Código Civil estabelece para...

  3. Legislação Condominial

    Legislação Condominial

    Legislação Condominial Entenda quais são as leis específicas para condomínios Atualmente há uma gama enorme de leis que os condomínios devem respeitar. Da Constituição às leis municipais...

Matriz

54 3055-2599

Alugueis

Alugueis
54 98166-1166

Vendas

Vendas
54 98101-1116

Matriz

54 3055-2599

Alugueis

Alugueis
54 98166-1166

Vendas

Vendas
54 98101-1116
|